"Fú..."



Estou confuso


Minha mente em parafuso

Quem foi que me fez?

Meu pai?

Minha mãe?

Quem é meu pai?

Quem é minha mãe?



Os religiosos dirão

Você é obra da mão de Deus

Quem é Deus?

Quem são vocês?

Alguns dirão;

Estamos num estagio mais avançado

Minhas perguntas são perguntas de tolo

Mas quem um dia já não fez?



Quem somos nós?

Dê onde viemos?

Par onde iremos ?

Quem é Deus?

Quem já respondeu?

Será este um novo Deus?

Ou quem sabe já morreu?

E a resposta não nos deu

E agora?

"Fú...

Não posso rimar, pois ainda temo á Deus

6 Response to ""Fú...""

  1. Marcio Alves says:
    24 de setembro de 2010 08:40

    É JAIRZINHO...tudo era bem mais fácil, mais alegre e bem mais seguro, quando tínhamos todas as respostas para essas perguntas, as quais a crença evangélica nos dava....e agora???

    Resta-nos viver e tentarmos tirar alegrias de “pedras”, já que o transcendental, o mundo metafísico já não desce mais em nossas gargantas.

    Abraços

    Obs: Uma outra coisa que nos consola é saber que não somos apenas nós que estamos mergulhados neste destino cruel.....toda raça humana esta no mesmo barco indo para o mesmo abismo.....a diferença é que uns vão tentando se iludir dizendo que não é o abismo do nada que as espera, mas antes um céu com ruas de ouro e cristal. Rsrsrsrss

  2. Hubner Braz says:
    24 de setembro de 2010 10:18

    Jairzinho,

    Gostei dos questionamentos que para alguns não conseguiram as respostas enquanto para outros as respostas estão na ponta da lingua.

    Perfect!!!

    Obs: Uma outra coisa, os que tem resposta não vive o natural, mais vive o sobre natural coisas que o Marcitto não compreende mesmo passando por essas experiências.

    Abraços

  3. Jair dos Santos says:
    26 de setembro de 2010 23:53

    Meu querido irmão Marcio;

    Considero este meu poema, como uma descarga mental, comparadas aquelas dadas no banheiro, porém tem um quê de verdade, pois procuro escrever as minhas verdades ou seja, a realidade do meu mundo interior.

    Por um momento senti a falta de Deus, devo estar delirando...ou será abistinência?

  4. Jair dos Santos says:
    27 de setembro de 2010 00:01

    Amigo Hubner;

    Desculpe-me a demora.

    Obrigado pela visita.

    Quanto as questões; Você já tem as respostas?

    Suas respostas são suas ou são inflenciadas por alguém?

    Aquilo que dizemos é realmente aquilo que pensamos?

    Não se ofenda com tantas perguntas é mania de questionador ou inquiridor, como queira.

    Forte abraço.

  5. Eduardo Medeiros says:
    28 de setembro de 2010 22:03

    E aí, meu amigo perdido e fudido (eu posso dizer porque não temo a Deus heeee), como vai?

    Perguntas e mais perguntas...
    Quem poderá nos responder?
    Por que Deus não aparece e nos conta todos os mistérios do universo?

    Marcinho está matando a sua espiritualidade por conta da religião e não percebe que o problema não é a espiritualidade e sim, a religiosidade...

    Talvez você esteja nessa encruzilhada. Sabe o que é irônico? é que a mesma instância em nós que pergunta quem somos? é a mesma que diz "Deus".

    Cada um de nós precisa encontrar o caminho que lhe apazigue a alma e a mente. Render-se à angústia é um mal negócio. Abaixar as armas e dizer para a vida "eu me rendo, você é um acidente, eu sou um acidente, eu não sou nada, eu sou um ser-para-a-morte, não é a melhor opção, em minha opinião.

    Destrua os ídolos.
    Destrua os ritos.
    Destrua os dogmas.
    Destrua a imagem de Deus mas não poderá destruir DEus, pois ele habita em tua consciência e psiqué.
    Expurgue o deus fabricado e fique apenas com o Deus-sentimento que não precisa ser teorizado, nem racionalizado e não é ilusório pois ele faz parte do que em nós é sublime: nossa capacidade de transcendência.
    Ler SEnhor dos Anéis é ilusório? é ilusão? é uma leitura sem sentido? não, lemos e viajamos por aqueles lugares mágicos e aqueles seres encantados.

    Admirar a Monalisa é uma ilusão? perda de tempo? não, precisamos da arte, precisamos transcender ao material, ao imediato, ao real.

    Você sente amor? amizade? o amor é ilusão? a amizade é uma ilusão?

    Deus é um sentimento. E tudo o que é sentido na subjetividade e traz sentido à vida não pode ser falso (Viktor Frankl) - confira meu último post na confraria.

    abraços meu amigo de caminhada.

  6. Paulinha says:
    11 de outubro de 2010 20:13

    Amigo JAIR..

    A questão para nos sentirmos FUUU...é que infelizmente não encontramos respostas para as nossas mais cruéis perguntas....culpa minha? culpa sua? culpa dele?

    Não...não temos culpa de nada...e muito menos estamos aqui para ser culpados..ou para culpar alguém..

    Estamos aqui para vivermos a vida...e não assistirmos a vida..

    Quando questiono muito e exageradamente, sem sentido, eu perco o sentido da minha vida, que é sentir, viver, conviver, amar...desejar...para simplesmente, tentar a vida inteira desvendar mistérios totalmente ocultos e imperceptíveis à nós..

    Não podemos perder tempo..temos que viver...pois a vida se desfaz feito neblina no raiar do sol..

    Abraços meu maninho..Você é uma pessoa especial.

Postar um comentário