Vida que te quero Vivo!




Está difícil viver.
Quem disse que era para ser fácil?
Mesmo sofrendo, quero viver

Enquanto durar a vida, existirá a esperança.
Posso contemplá-la no sorriso da criança.

Por que sofre o justo?
Será tão “justo,” que não sabe o que é sofrer?
Enquanto o “injusto” folga de prazer?

Bem que eu queria entender, mas isto só aumenta o meu sofrer
Estou perdendo tempo precioso, esquecendo de viver
O pouco tempo que me resta, o que me resta é viver

Sofrer é uma realidade, sofrer é vaidade
Pedir bênçãos é desejo dos covardes, de quem tem medo de viver

As vezes sofro angustias
Faz parte da vida sofrer, mas bem que eu gostaria.
Ter um pouco de prazer, para que meus filhos não digam que nasceram para sofrer.

Não me conformo com a dor, não sou hipócrita de dizer;
Apenas rejeito a morte, quero mesmo é viver.
Motivos não me faltam para lutar e viver.

20 Response to "Vida que te quero Vivo!"

  1. Marcio Alves says:
    14 de abril de 2010 19:14

    Muito boa reflexão poetica Jair!!!

    Leio o teu coração nestas tuas palavras, onde você escreve com a alma de um existencialista, desabafando sobre a vida, que é mesmo muito mais tragica, injusta e ironica meu amigo, mais ainda sim, vida que vale a pena ser vivida.

    Abraços

  2. Edson Moura says:
    14 de abril de 2010 20:50

    Belo poema Jair meu mano querido.

    Viver é exatamente experimentar tudo de bom e mal que há na existência.

    Inquietações suas e minhas também, pois hoje não se valoriza muito a introspecção..de onde brota pérolas como essa sua poesia.


    Abraços mano..e não deixe de se questionar!

  3. Jair dos Santos says:
    14 de abril de 2010 21:42

    Amigo Marcio;

    A vida é esta força sobrenatural que nos assalta e que nos permite crescer produzir e morrer; não pede permissão para nos deixar. Ainda assim se nos pergutar; entre viver e morrer eu prefiro viver, pois aprendi que Deus é a favor da vida.

  4. Isa Medeiros says:
    14 de abril de 2010 21:49

    A vida tem suas intempéries, mas nenhum de nós seria louco de dizer que preferiria não tê-las e perder toda a "magia" que é viver. Mais vale um vivo aqui do que dois"vagando" xD

    Abraço.

  5. Jair dos Santos says:
    14 de abril de 2010 21:53

    Amigo Edson;

    Quem é "Vivo" sempre comenta...hahaha...brincadeirinha rsrs...

    Fico feliz em ler seu comentário emais ainda por perceber que gostou do meu poema...

    Só o que tenho feito ultimamente é questionar, exijo de mim um melhor viver e sei que só assim tornarei melhor a vida dos meus semelhantes, daqueles que amo.

    Ainda ontem pensei...só pensei em parar de escrever poesia, mas hoje sei que a poesia já é parte integrante da minha vida...é a minha oração...é a minha comunhão com meus irmãos...é a minha comunhão com Deus...é meu culto de adoração...é minha vida...

  6. Jair dos Santos says:
    14 de abril de 2010 22:11

    Mano Isa;

    Mais uma vez obrigado por sua visita e comentário.

    Infelizmente a religião tira do ser humano o prazer de viver aqui agora; negligenciando a existência real em troca de uma vida de ilusão.

    Vivem no mundo da lua...num céu de faz de conta e quando se dão conta já não contam mais com a vida prá contar.

    Viver é hoje...Viver é prá já. Portanto não deixamos de viver hoje pensando em viver o amanhã que ainda não aconteceu.

    Forte abraço.

  7. Levi Bronzeado says:
    14 de abril de 2010 22:30

    Prezado Jair

    Seu emocionante poema funcionou como um bálsamo em minha alma, estimulando o velho de 63 anos de idade, a viver a vida sem pensar na finitude que se aproxima.


    Viver!
    E não ter a vergonha
    De ser feliz
    Cantar e cantar e cantar
    A beleza de ser
    Um eterno aprendiz...

    (Gonzaguinha)

  8. Eduardo Medeiros says:
    15 de abril de 2010 10:29

    Que bela família, meu amigo!!!!

    Engraçado,ontem mesmo estava conversando com minha esposa sobre a morte. De como era difícil para mim, pensar que um dia, simplemente eu não verei o sol nascer e nem a noite cair.

    Ela não gosta muito de pensar em morte e prefere apenas viver sem se preocupar com ela. Deve ser uma boa estratégia, não sei.

    Da minha parte, tenho essa angústia de que um dia, não poderei mais desfrutar de tudo que o mundo tem de bom e também de tudo que nos faz sofrer.

    O Levi já repetiu mais de uma vez que no auge dos seus 63 anos, já deslumbra "a finitue que se aproxima". Talvez ele também tenha essa angústia que eu tenho, que na verdade, todos de uma forma ou de outra, temos também.

    Ao final da minha conversa com minha esposa, brincando, eu falei: "tomara que exista mesmo uma vida além dessa"!

    Falei brincando, mas com fé que de fato, será assim.

  9. Paulinha says:
    15 de abril de 2010 16:56

    Amigo JAIR,

    Mas que belíssimo ensaio....e confesso, que esta sua escrita me fez lembrar um pouquinho da minha escrita, que é sempre elaborada pela visão existencialista.....sobre a vida e seus segredos...rs....mas é óbvio que vc escreve bem melhor que eu né, sem dúvidas....

    Mas sabe amigo, a vida é tão cheia de mistérios, e como eu disse em um dos meus textos, não sei ao certo como econtramos a porta da vida, e nem sei ao certo onde esta porta nos levará....a vida é como o horizonte, sabemos onde começa...mas não podemos definir onde termina e como termina....

    Quem já foi embora daqui, nunca voltou para nos contar como é do outro lado da "cerca"..kkkk...por isso, vamos viver esta vida que Deus nos deu de presente....contemplar cada amor, cada detalhe como se fosse o último dia da nossa presença aqui...

    Aceitar a partida, é difícil encontrar quem aceite.....

    Mas não podemos aceitar de forma alguma o fato de pararmos de viver, por sabermos que um dia iremos partir......

    Problemas, dores, angústias, tristezas ....existem....mas quem disse que não teríamos sofrimento aqui?! Ninguém definiu a vida....apenas temos que viver e enfrentar tudo com a cabeça erguida....

    Abraços amigo...que linda família!! Uma benção...

    Muita paz de Deus na vida de vocês.

  10. Jair dos Santos says:
    15 de abril de 2010 20:17

    Mestre Levi;

    ...eu fico coma pureza da resposta das crianças...é bonita, é bonita e é bonita...

    Viver é o que nos resta meu amigo, sem medo, sem arrependimentos á não ser de não ter vivido as oportunidades que nunca irão voltar...Meu Mestre Levi no auge dos seus 63 anos viva a certeza que sua vida é um legado para nós e se esta vida lhe escapar pelos dedos, O teu nome é este legado que lhe tornará eterno. Quisera eu viver á ponto da minha vida venha ser exemplo para meus semelhantes. Assim vejo a sua vida, mesmo sem te ver, mesmo sem olhar nos teus olhos, mais a tua escrita me faz sentir as batidadas do teu coração e te perceber.

    Meu querido Levi tu és um legado para a confraria...desejo que tu vivas mais uns cento e tantos anos e que eu esteja vivo para contemplar e quem sabe um dia te abraçar como quem abraça um pai.

    Sinta-se abraçado.

  11. Jair dos Santos says:
    15 de abril de 2010 20:32

    Ei Dudu que papo é este meu cumpade carica...tú vai viver pacasxxxx...rsrsrs

    Minha postagem fala de viver e tu vem com este medo de morrer...Este corpo vai descer a sepultura e o seu nome já está escrito nas estrelas...hoje você brilha entre nós amanhã vai brilhar numa galaxia distante e daqui outras gerações serão guiadas pelo teu brilho.

    (rapá hoje eu tô quê tô...kkkkk...mas a boca só fala do que está cheio o coração)

    Forte abraço.

  12. Jair dos Santos says:
    15 de abril de 2010 20:43

    Amiga Paulinha;

    Antes de qualquer coisa...que papo é esse de deixar a confraria?

    Não se ofenda e não nos deixe...sei que alguns temas são indigestos, mas não devemos esquecer que o lema da confraria é a amizade...e assuntos polêmicos são apenas pensamentos que não vão mudar o carater de Deus o que muda é a nossa percepção...receba meu puxão de orelha e não ouse em me contestar...sou mais velho que você...kkkkk

    Agora vamos lá...

    A vida é um presente que não pedimos para ter, mas nos foi dada para ser vivida...Imagine dar um presente para alguém e perceber que este alguém se quer usou o presente...Deus nos deus este presente e é vontade dele que façamos bom uso deste presente...Quanto a morrer para que se preocupar isto não vai mudar, então vamos viver...Morrer? Deixa para depois viva aqui e agora.

    Forte Abraço.

  13. Eduardo Medeiros says:
    16 de abril de 2010 13:50

    Pois é jairzinho, eu posso viver 200 anos e...MORRER!!!

    Já dizia o famoso escritor dos quadrinhos Sandman, que eu esqueci o nome, o seguinte: "A morte é o preço da vida".

    ...

  14. Jair dos Santos says:
    16 de abril de 2010 15:01

    É isso ai Dudu...duzentos anos já tá bom o que passar é só infado e canseira...kkkkkkk

  15. Paulinha says:
    16 de abril de 2010 16:17

    Ahhhhhhhhhhhh DUDU eu ainda quero viver 201 anos....kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk..

  16. Paulinha says:
    17 de abril de 2010 00:02

    Hahahah...

    Amigo JAIR,

    Eu tinha me excluído da Confraria, mas só para testar se eu sabia fazer isto...kkkkkkkkkkk.....

    Brincadeira, mas eu pensei em sair sim, mas por questão de um mal entendido da minha parte....

    Mas retornei-me ao território do batalhão.....kkkkk

    Olha seu puxão de orelha doeu viu...haha...

    Mas valeu amigooo...obrigada pelas considerações..

    Abraços!!

  17. Hubner Braz says:
    17 de abril de 2010 02:06

    Parece que essa semana é a semana da poesia nas salas dos confraternos...

    Otima poesia amigão, parabéns.

    "No mundo tereis afrições, mais tende bom animo pois Eu venci o mundo" (Jesus Cristo)

    Abraços

    Hubner Braz

  18. Jair dos Santos says:
    17 de abril de 2010 10:19

    Amiga Paulinha;

    Ainda bem que só foi um teste, mas cuidado estes testes são perigosos, alguém sempre sai ferido...Nós da confraria já somos membros de um só corpo e na falta de um, todos irão sentir.

    Forte abraço.

  19. Jair dos Santos says:
    17 de abril de 2010 10:32

    Amigo Hubner;

    Que prazer inusitado me causa a sua visita.

    Os amigos confraternos volta e meia têm lampejos e escrevem poesia, invés de teologia. Eu já faço o contrario sempre escrevo poesia e raramente trato de teologia, apesar de ser muito interessado em teologia, mas deixo os textos teológicos para vocês que já escrevem com maestria.

    "No mundo tereis afrições, mais tende bom animo pois Eu venci o mundo" (Jesus Cristo)

    Sabe como Jesus venceu o mundo?

    Vivendo humanamente e integralmente, sofrendo as dores humanas e sentindo a dor dos outros também.

    Jesus venceu porque amou até o fim, nós venceremos a maldade se amarmos assim como ele amou. Afirmo que isto é possivel, isto sim nos torna vencedores!!!

    Forte abaraço; e volte sempre.

  20. Blog do Evaldo Wolkers says:
    27 de abril de 2010 17:37

    Retribuindo sua retribuição, rsrs.

    Ótimo poema.

    Abraços,

    Evaldo Wolkers.

Postar um comentário