Aprendendo a pedir.





Já que só pensamos em pedir, quero então propor que aprendamos á fazê-lo, tendo como base a Divina Palavra de Deus, tendo em vista que este é o propósito deste Blog.

Vamos recusar qualquer filosofia, pensamento ou ideologia que fuja das Sagradas Escrituras. Não quero ser pretensioso, ao ponto de achar que todos vão concordar com as idéias aqui expostas, mais pretendo no mínimo deixar alguns pontos de interrogação na mente dos que querem se aproximar ou conhecer á Deus, ainda que alguns só o fazem por causa do “pão que perece”.

Assim como os leprosos que alcançaram a cura da carne e não votaram se quer para agradecer, no qual dos dez citados na Bíblia, apenas um voltou para agradecer; Os outros buscaram apenas o que lhes era conveniente, não tendo a dimensão que aquele que cura a carne, tem o poder de perdoar pecados e salvar almas.

Escolhi dois textos da Bíblia para analisarmos: Lucas 7.2-10 e II Reis 5.1-19. (leia com atenção).
O primeiro texto conta a historia de um centurião (Comandante de 100 soldados), que dedicou seu tempo para pedir á Jesus à cura de seu empregado. Porem ele conseguiu não apenas a cura para seu empregado, mais também conseguiu surpreender Jesus, pois provavelmente este centurião era Romano, porem reconheceu a autoridade de Jesus, coisa que alguns dos judeus não admitiam.

O centurião sendo homem de autoridade, não se achou digno de ir falar com Jesus ou recebê-lo em sua casa e acreditou que apenas uma palavra proferida por Jesus traria a cura para seu empregado. Então Jesus declara: “Digo-vos que nem ainda em Israel tenho achado tanta fé”.

O segundo texto conta a historia de Naamã, comandante do exercito do Rei da Síria, vencedor de grandes batalhas, porém era leproso; Naamã tinha como escrava uma pequena menina israelita que comovida com a situação de seu senhor, comenta com sua senhora... “Oxalá que o meu senhor estivesse diante do profeta (Eliseu) que está em Samaria; ele o restauraria da sua lepra...”

Em resumo, autorizado pelo Rei da Síria, Naamã junta sua tropa e se dirige á Israel, levando consigo ouro, prata e roupas á fim de se encontrar com o profeta Eliseu e presenteá-lo, depois de receber a cura almejada. Ao chegar á porta da casa de Eliseu, Naamã imaginou que Eliseu viria para fora encontrar-se com ele, invocaria o seu Deus, lhe estenderia as mãos e o curaria mais Eliseu manda-lhe um representante (provavelmente Geazi), ordenando-lhe que mergulhasse sete vezes em rio de água barrenta (Rio Jordão).

Naamã fica revoltado, se sente humilhado, pois Eliseu nem se quer saiu para falar com ele, e ainda lhe manda mergulhar em um rio sujo. Depois de ser convencido pelos seus servos, Naamã ainda que contrariado, resolveu mergulhar no rio conforme a palavra do profeta e é curado da lepra. Naamã oferece presentes a Eliseu que os recusa (é pela Graça), á partir de então Naamã passa oferecer sacrifícios de adoração somente ao Deus de Israel.

Perguntas ao leitor:
• Você pede só para si próprio? Ou pede também para os que necessitam?
• Você determina de que maneira quer ser abençoado? Ou se sujeita ao abençoador?
• Você é paciente?
• Você reconhece autoridades?
• Você tem fé?
• Você realmente é humilde?
• Você “paga o preço da benção” ou reconhece que o preço já foi pago por Jesus?
• Você acredita no poder da Palavra de Deus? Ou prefere fazer o mais difícil? ("Pagar preço").

"Eu fico com a palavra de Deus".


Suas respostas determinarão o que você quer e espera de Jesus.

Mensagem pregada na IEAD. Inocoop Campo Limpo.

7 Response to "Aprendendo a pedir."

  1. Edson Moura says:
    10 de novembro de 2009 21:03

    Está de volta né meu irmão!?

    Belíssimo artigo, hoje em dia se fala muito em pagar esse tal de "preço", ou seja, re-costuram o véu que a cruz de nosso Senhor rasgou.

    Agora, você que é muito mais entendido na palavra do que eu, dá uma passadinha no blog http://cristianismoa-religioso.blogspot.com/ e faça um comentário. De antemão lhe digo que o bicho pega lá. Só tá faltando você!

    Abraços irmão!

  2. Jair dos Santos says:
    10 de novembro de 2009 21:38

    Obrigado querido Irmão Edson pelo comentário. Desta forma é que venceremos a guerra, assim como Gandhi idealizou..."sem armas sem violência" Nossa arma é a Palavra de Deus.

  3. Marcio Alves says:
    11 de novembro de 2009 09:23

    Muito bom Jair, ter-lo de volta com mais uma mensagem bastante pertinente e elucidada.

    Assino em baixo.

    Gostaria de destacar alguns pontos:
    1- O pedir egoísta.
    Se o Reino de Deus é um Reino de Amor, solidariedade, amizade, por que os crentes (nem todos) só pedem para si?

    2- O pedir arrogante.
    Se Deus é onisciente e onipotente, por que dar ordens á Deus? Sendo mais claro, por que ensinar Deus á trabalhar?

    3- O pedir orgulhoso.
    Se Jesus já pagou o preço, toda e qualquer benção é de graça, pois somente recebemos por graça, então por que ser orgulhoso ao ponto de querer fazer sacrifícios para receber uma benção?


    Um grande abraço.

    Obs: Você pregou mesmo, esta mensagem na igreja?
    Você tem muita coragem mesmo viu!


    Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.

  4. Gresder Sil says:
    12 de novembro de 2009 18:33

    Presb. Jair, confesso que eu nunca pedi nada a Deus com ousadia, sei que quando essa ousadia vem da fé apaixonada éla é positiva nas existem ousadias de gente que acha que tem algum mérito como esse Naamã.

    Sei que não vamos concordar na teologia , mas creio que na fé sim.

    já vou avisando eu não vou com a cara de pregador pentecostal avivalista rsrsrs, mas me parece que você não é desses que só pensam em agitar o povo.

  5. Jair dos Santos says:
    12 de novembro de 2009 21:51

    Querido Gresder; Tbm sou um apaixonado por um Homem que disse..."Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração.

  6. Gresder Sil says:
    13 de novembro de 2009 17:35

    Presb. Jair obrigado pelo comentário que expressa sentimentos parecidos com todos os cristão que passaram por lá, e me desculpe pela brincadeira/seria com os pregadores pentecostais

  7. Jair dos Santos says:
    14 de novembro de 2009 08:12

    Sou Pentecostal mais estou aprendendo com o Apostolo Paulo a ser racional.

Postar um comentário